Recomendações

(4.004)
Christina Morais, Advogado
Christina Morais
Comentário · há 19 dias
Um artigo maravilhoso desses do @pedrocustodion não passaria por meu radar sem um textão! Então lá vai:

1.1 Controle e gestão de processos.
As ferramentas são importantes, porém, muitos de nós não as têm. Talvez esse período de reclusão forçada seja um bom momento para procurar adquirir, via internet mesmo, esse tipo de coisa para instalar e começar a organizar o novo escritório, totalmente digital, e ir testando as ferramentas, se familiarizando com elas, etc, pois é algo que irá mudar a cara do seu escritório e o seu jeito de trabalhar para sempre. Então se antes a falta de tempo era a desculpa para não ter se modernizado ainda, agora, o tempo sobrando é seu aliado para começar engatinhar nessas mudanças que num futuro breve serão necessárias.

1.2. Comunicação com equipe e clientes.
Esse quase todos nós já usamos no dia a dia especialmente pelo WhatsApp e agora o pessoal de cursos à distância também tem usado grupos de Telegram porque dizem que é mais eficiente que o WhatsApp para envio de arquivos de mídia grandes (o que parece ser atrativo para o nosso caso na advocacia, mas não testei, confesso). O bom e velho Skype também é uma solução maravilhosa para falarmos com o cliente cara a cara em vídeo chamada com alto padrão de definição de imagem e som (coisa que a opção similar do WhatsApp não atende). Já ouvi falar bem também do ora indicado Zoom.

1.3. Gestão de documentos.
Aproveito o gancho para asseverar aos colegas que em tempos de arquivos digitais cada dia menos necessitamos nos arriscar com a posse e guarda de documentos originais dos clientes. Se não for imprescindível ter o documento original em mãos, já peça o cliente para enviar a versão digital do mesmo, pois assim ele já chega no jeito de ser adicionado aos autos via PJe e também de ser compartilhado com a equipe que trabalha no caso.

2. Escritório organizado.
Na contramão da evolução da sociedade, os arquitetos hoje em dia não incluem nos projetos das casas um escritório, coisa que qualquer casa antiga de padrão médio acima tem. E antigamente poucos usavam o cômodo para o fim a que se destinava na planta. Virava “sala de som” (típico recurso das décadas de 60/70 e até 80, quando parar para ouvir musica de LPs enquanto curtia o encarte da capa era um hobby universal). Agora que os escritórios em casa são cada vez mais comuns, as casas modernas não contam com um cômodo que tenha sido projetado para essa finalidade e de fato, isso acaba demandando uma série de remanejamentos domésticos para incluir “um canto organizado” para começar a atuar em Home Office. Eu que o diga. Até hoje lido com esse desafio sem ter ainda chegado a uma solução prática e definitiva e sempre que estou às voltas com o problema sinto saudades da casa de meu pai, onde fui criada, porque lá sim, tinha um escritório muito bom, amplo e organizado e nunca foi usado para outro fim, como “sala de som”, quarto da bagunça etc. Sempre foi mesmo um escritório de verdade, com espaço para arquivos, estantes, escrivaninhas (tudo grande e no plural). E sinto muita saudade hoje em dia. Então fica a dica para jovens advogados que ainda vivem com os pais: o dia em que forem realizar o sonho da casa própria, não se esqueçam desse detalhe.

3. Inventário do que precisa da nossa atenção.
Por ter idoso acamado em casa, iniciei o isolamento de nossa família antes mesmo das autoridades começarem a contingenciar essa atual demanda. E a primeira coisa que fiz foi isso, num singelo quadro branco que pendurei na cozinha com os dizeres: "para o mês de março". E listei um por um, os casos e prazos que eu teria que dar andamento durante o mês, para que meu isolamento não acabasse por me fazer esquecer dos compromissos assumidos e em curso, inclusive na gestão de que trata o item 4 deste artigo.

Conclusão.
De fato o derradeiro desafio é impor segurança e credibilidade aos clientes estando trabalhando em casa. Essa semana realizei atendimentos por vídeo chamada e percebo que as pessoas só estão aceitando por força das circunstancias, mas um dos clientes atendidos, ainda insiste numa reunião “presencial” com os sócios, mesmo em tempos de prevenção de epidemia. Mas no balanço geral, assim que esses clientes atendidos dessa forma virem que a coisa “funciona” mesmo, vão se adaptar e de fato esse momento é uma oportunidade para todos nós!
Christina Morais, Advogado
Christina Morais
Comentário · há 24 dias
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Giordano
(31) 99601-...
Ver telefone
(31) 3972-...
Ver telefone
Rua dos Guajajaras, nº 910, Conjunto 709/710 - Belo Horizonte (MG) - 30180100

Giordano Bruno

Rua dos Guajajaras, nº 910, Conjunto 709/710 - Belo Horizonte (MG) - 30180-100

Entrar em contato